empréstimo para leasing

Você já ouviu falar em empréstimo para leasing? Esse termo tem se tornado muito comum para os que entendem um pouco mais de finanças, e seu conceito já é uma verdadeira tendência dentro do mercado.

De maneira resumida, o leasing não é uma operação parecida com o aluguel, mas oferece a opção de compra no final do contrato. Esse ponto é o que a diferencia de vez do aluguel. O leasing é extremamente comum para automóveis, mas também existe para outras modalidades.

Mas como ele funciona? O leasing compensa para você? Descubra seguindo no artigo.

O leasing é um empréstimo?

Ambas as modalidades são parecidas, mas a sua maior diferença está na área fiscal. Para o leasing, o Fisco possibilita dedução total dos pagamentos devidos já no cálculo do Imposto de Renda. Por outro lado, para o empréstimo, a dedução ocorre no juros.

Dessa maneira, apesar do leasing lembrar um empréstimo, a ideia é que você fique com o bem ao fim do contrato. Dessa maneira, ele é um contrato de adesão, e cabe a você declinar ou aceitar as condições que lhe forem propostas.

Quais tipos de leasing existem?

Existem quatro tipos de leasing no mercado atual. Confira-os:

1 – Leasing financeiro

Essa proposta de leasing tem prazo mínimo de modalidade de dois a três anos. Ao fim do contrato, o bem poderá ser comprado por um valor previamente combinado com o arrendatário. Esse valor é chamado de residual.

Nesse tipo de contrato, a manutenção é bancada pelo contratante. No caso de um carro, por exemplo, as revisões programadas deverão ser feitas por quem esteve em posse do automóvel.

2 – Leasing operacional

O prazo mínimo dessa modalidade é de 90 dias. Ao final do contrato também é prevista a compra, mas ao invés do valor residual, paga-se o valor de mercado do bem. Além disso, a manutenção é feita através do que for estipulado no contrato, e não obrigatoriamente para quem estiver usufruindo o bem.

3 – Leasing imobiliário

O leasing imobiliário é o qual o arrendador compra um terreno e faz a construção de um imóvel. Esse imóvel, então, será alugado para o arrendatário, vindo sempre com a opção de compra ao fim.

4 – Leasing back

Essa modalidade é a única da lista que é feita especificamente para empresas, que podem usar o leasing back para captar recursos financeiros e, em seguida, readquirir o bem.

Na prática, é como se uma empresa vendesse um prédio, e quando ganhasse o valor, pudesse recomprar esse prédio por um valor estipulado por contrato.

O que achou deste conteúdo? Não deixe de acessar o site da Selfcred e conhecer todas as ofertas de empréstimo para leasing para você, com as melhores opções do mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.