cartão

O lançamento do Pix o brasileiro passou a ter uma nova forma de pagamento rápida e prática sem a necessidade de um cartão de débito. Esse método revolucionou drasticamente toda a maneira que se davam as nossas relações comerciais, movimentando a economia e facilitando as transações.

Porém, a inovação não parou com o Pix, apenas da maneira que ele é. Uma nova forma de utilizá-lo surgiu, que é o Pix parcelado, quase como uma opção ao cartão de crédito. Dessa forma, não só as compras no débito são substituídas mas também os cartões convencionais poderão ser facilmente deixados para trás.

Pix ou cartão de crédito: qual é melhor?

Você, provavelmente, deve estar se perguntando: entre os dois, qual a melhor opção? Para o consumidor, parcelar suas compras garante que ele possa comprar mais e pagar menos a curto prazo, mas isso gera um problema de juros que pode levar ao prejuízo e ao endividamento.

Nesse cenário, o Pix parcelado tende a ter taxas de juros mais altas que o cartão de crédito, mas elimina a taxa de anuidade que alguns bancos exigem sobre ele. Contudo, você precisaria colocar contas específicas no papel, para consultar qual valeria mais a pena, uma vez que para compras específicas, os juros podem não ser tão diferentes assim.

Além disso, você deve analisar os benefícios que o seu cartão oferece, pois ele pode trazer algumas vantagens, como cashback, descontos, milhas, entre outros.

Entre o pix parcelado e o cartão de crédito, é fácil concluir que o que mais compensa tende a ser sim, o cartão de crédito, graças aos seus benefícios. Porém, lembramos que isso é válido para cartões cuja anuidade não é absurda.

Agora, se você está se perguntando se o que vale mais a pena é o pix convencional, pago à vista, ou o parcelamento no cartão de crédito, a resposta continua sendo mais favorável ao cartão de crédito. Se você deseja pagar a vista por conta de organização financeira, ou medo de não conseguir guardar dinheiro para o cartão todo mês, tudo bem.

Contudo, se você quer ter maior retorno financeiro e maiores benefícios através da sua compra, o cartão de crédito ainda é a melhor opção.

O que fazer caso eu não consiga pagar o cartão de crédito?

Às vezes, nós nos comprometemos com um valor que simplesmente não conseguimos pagar no cartão. Seja por desemprego inesperado, falta de planejamento, entre outras opções. Mas como proceder nessas situações?

Você com certeza já sabe que o parcelamento do valor do cartão possui juros mensais caríssimos, sendo esta a maior desvantagem do cartão de crédito. Dessa forma, em situações em que você deve muito para o banco, a melhor maneira de regularizar a situação é através de empréstimos.

Conte conosco, da Selfcred, para te colocar em contato com um fornecedor de crédito que tenha juros mensais menores que o do cartão. Dessa forma, você alivia seu bolso e não corre o risco de sujar seu nome!

Clique aqui e faça já sua simulação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.